terça-feira, 2 de julho de 2013

Malu "Manezinha"

Acho que nunca conheci uma criança que gostasse tanto de uma manifestação folclórica quanto a Malu! Apresentado à pequena pela escolinha, o Boi-de-Mamão virou sua grande paixão, a ponto dela pedir para assistir aos vídeos no youtube como se fosse um desenho,  ficar cantando as músicas e falando os nomes dos personagens. Seus brinquedos favoritos agora são os bichos de pelúcia que lembram os personagens do Boi-de-Mamão. É uma legítima "manezinha da ilha"!

* Para quem não conhece o termo, "manezinho" é uma maneira carinhosa de chamar o nativo de Florianópolis. 

Essa é uma foto do Grupo "Alivanta Meu Boi" que ela teve a oportunidade de assistir na escola e nas festas juninas.

Grupo Folclórico "Alivanta meu Boi"

Mas o que é Boi-de-Mamão?

O Boi-de-Mamão envolve dança e cantoria em torno do tema épico da morte e ressureição do boi. Esta brincadeira é encontrada em várias partes do país, recebendo diferentes nomes. No nordeste é conhecido como "Bumba Meu Boi" ou "Boi Bumbá".
Em Santa Catarina a brincadeira está presente em quase todos os municípios do litoral com o nome de "Boi-de-Mamão".
Antigamente, a brincadeira era conhecida em nosso litoral como "Boi de Pano", mas com a pressa de fazê-lo, acabaram utilizando um mamão verde para fazer a cabeça do boi. Daí o nome de Boi-de-Mamão, mantido até a época atual, onde se vê cabeças de todos os tipos, até mesmo de boi, menos de mamão.
A descrição mais antiga do folguedo, em Florianópolis, é de 1871 feita pelo historiador José Arthur Boiteux.

Como é a apresentado
Até algum tempo atrás, cerca de trinta anos, o folguedo era apresentado nas ruas da cidade, no período de junho a agosto. Os grupos percorriam as ruas do bairro, e se apresentavam em frente da casa daquele que contribuía com alguns trocados, o “dono da casa,” mencionado nos versos. Não havia valor fixo, cada um conribuia com o que podia. Hoje as apresentações se restringem a eventos e datas comemorativos, mas continuam tocando o coração de todos, principalmente das crianças.
Além dos integrantes do grupo que vestem fantasias e dão vida a diversos personagens, a cantoria é acompanhada por músicos com pandeiro, violão, gaita, incluindo um cantor que narra a estória.

Enredo
O boi de estimação de Mateus, homem simples do interior da ilha, come algo que lhe faz mal e acaba morrendo. Desesperado, Mateus busca ajuda do médico e curandeiro (ou benzedeira) para ressuscitá-lo. O boi ressucita, e toda a freguesia festeja.

Personagens
Os personagens são confeccionados com pano, esponja, papel maché, arame, madeira e materiais diversos, embora variem de acordo com o grupo, os principais personagens são:

Boi-de-Mamão: Figura do folguedo que morre durante a apresentação e é ressuscitado com o auxílio de um médico benzedor ou benzedeira.

Boi-de-mamão
Bernúnça (ou Bernuncia): Figura fantasmagórica que teria sido inspirada na figura do dragão celeste chinês. Durante sua apresentação, a bernúncia investe sobre o público engolindo crianças e dando à luz, em seguida, a uma bernuncinha.

Bernunça

Maricota: É uma mulher altíssima, vaidosa e desengonçada, que ao dançar rodopiando esbarra seus enormes braços em quem estiver descuidado.
 
Maricota (para a Malu é Maria-cota)
Cavaleiro: O cavalinho laça e recolhe o furioso Boi.
Cavaleiro

Cabra: É o boi das crianças, tem um porte menor e dança mais ligeiro.
 
Cabra
Outros personagens podem ser encontrados em alguns grupos como: urso, urubu, macaco, girafa, abelha, ema, barata, anão, cavalinho-marinho, etc.
Os personagens são acompanhados por cantoria e músicos com pandeiro, violão e gaita.
Fontes: http://adrenailha.com.br/experiencias/por-atividade/cultura-integracao/cultura-acoriana/ e http://www.vivonumailha.com/page2/page7/page7.html

Na minha opinião, é muito bom a criança ter contato e admirar a cultura da sua região e, no que depender de mim e do papai, a Malu vai poder assistir as apresentações do Boi-de-Mamão ou outras manifestações folclóricas da Ilha sempre que quiser.

E o seu pequeno, conhece o folclore da sua região?

Aqui está a prova do quanto ela gosta do Boi-de-Mamão!



3 comentários:

  1. Nossa, que bacana Lu!
    E assim elas aprendem brincando!!!

    ResponderExcluir
  2. Lú os meus amavam o boi, tinham um Cd, vários fantoches do boi e a minha sogra chegou a "fazer um boi" pro Gui quando ele tinha uns 4 anos - com papelão e tecido - sempre quis que eles conhecem e amassem a cultura local para ajudar a preservá-lá. A manter viva as tradições dos açorianos, sendo eles, também, manezinhos. Hoje no RS, tento fazer do mesmo jeito, valorizando os costumes e a cultura local. É uma pena que nem todos os paus compreendam que estar em sociedade é conhecer e respeitar a cultura do local onde se vive! Parabéns por permitir que a Malu seja uma mané de verdade! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá, precisando de brinquedos do boi de mamão é só entrar em meu site www.boidemamaofestas.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!