quarta-feira, 24 de abril de 2013

Voltando no tempo 2... A chegada da Malu

Quem me conhece sabe que eu sou um pouco metódica (tá bom, eu confesso, sou bem chata mesmo!), mas eu não consigo falar dos dias atuais sem antes fazer o resgate desta estória desde o começo... Por isso vamos continuar  falando do passado... Da chegada da minha princesa a quase 2 anos atrás...

Depois de 38 semanas e 6 dias de uma gestação maravilhosa, finalmente chegou o grande dia, 09 de maio de 2011! A cesariana estava agendada para às 8 horas, então levantamos cedinho, eu, o papai e o vovô Jairo e fomos para Clínica Santa Helena. Chegando lá, esperamos um pouco, fizemos a papelada do plano de saúde e eu passei pela triagem da enfermaria. Um tempo depois, fomos instalados no quarto. Eu estava ansiosa, mas calma, vesti a roupa do hospital, tirei as últimas fotos com o barrigão (ai, que saudade que sinto desse barrigão!) e ficamos à espera do chamado para ir para o Centro Cirúrgico.

Últimos instantes com o barrigão
Deixa eu abrir um parênteses aqui: Eu não sei bem porquê, mas eu não consigo lembrar a ordem de alguns acontecimentos desse dia (não sei se pelo nervosismo ou porque já se passou muito tempo)... Então, peço desculpas se cometer algum engano na ordem das coisas... kkkk

A minha médica teve que fazer um parto de emergência e a espera foi longa... Os compadres Adriana e Flávio, que ainda nem sabiam que seriam dindos da Maria Luísa, mas estavam sempre presentes, vieram dar uma força. Por volta das 10 horas a enfermeira veio me chamar no quarto e eu tive que praticamente correr atrás dela! Ainda bem que eu não sentia nenhuma dor! kkkkk

Entrei no centro cirúrgico sozinha e o papai foi encaminhado para colocar a roupa para entrar no centro cirúrgico. Fiquei esperando num cantinho da sala de recuperação, pois a sala ainda não estava liberada...Com o meu prontuário e uma fralda RN nas mãos (que a Maria Luísa iria usar logo depois), tentava manter a calma, mas estava a ponto de sair correndo! kkkk

Finalmente, me levaram para o sala de cirurgia, passei pelos procedimentos de anestesia (que achei bem tranquilo), me deitaram na maca e logo comecei a sentir um formigamento pelo corpo todo. A minha médica entrou e como foi bom não estar nas mãos de um médico estranho!

Foi ai que comecei a sentir um mal estar muito grande, uma falta de ar, eu tinha a sensação que ia morrer! Procurei pelo anestesista e falei que não estava bem, ele aplicou algum medicamento no soro, pediu para uma enfermeira empurrar a minha barriga que estava pressionando a veia cava e o mal estar passou! Ufa!

O papai entrou (eu estava tão preocupada com ele, mas ele estava tão tranquilo!) e o parto começou. Algum tempo depois, ouvi a minha médica falar para o anestesista  para ele se preparar para fazer força! E como ele fez! Empurrou tanto a minha barriga que eu achei que o cérebro ia sair por baixo! kkkk E enfim, ela chegou! Nunca vou esquecer as palavras da Dra. Andreia - "daqui a pouco ela vai ai, ela é linda!" e a sua risada! Ela também comentou que ela era muito branquinha e eu pensei "que bom, sinal que não está roxinha!" Oh, mãe doida!

Finalmente, ouvi o choro que tanto esperava! Forte, muito forte! E não consegui segurar as lágrimas.
Algum tempo depois (que pareceu uma eternidade), a trouxeram para mim! Linda, muito branquinha mesmo, estava chorando tanto, mas falei e ela parou de chorar como se tivesse reconhecido a minha voz! Foi mágico, coisa de Deus mesmo!

Momento mágico!

A levaram de novo para terminar os exames e depois o pediatra veio falar comigo, tirou a sua máscara, sorriu, e me disse que ela era saudável e estava super bem.

A equipe médica terminou os procedimentos pós-parto e fui levada para a sala de recuperação com a minha princesa sob as pernas. Logo depois a colocaram para mamar e ela não desgrudou mais!

Um tempo depois, não sei dizer quanto, subimos para o quarto. Eu ainda estava sob efeito da anestesia, mas estava bem e feliz demais por ter a minha filha nos braços.

No quarto, o vovô Jairo, o vovô Osmar e os dindos puderam conhecer a Malu e eu fui me recuperando, sempre com a princesa grudada no peito!

Grudadinha na mamãe
Cerca de 6 horas depois do parto (ou mais talvez), a levaram para tomar banho e o papai acompanhou.

Primeiro banho
Depois foi a minha vez de tomar banho. Nossa Senhora, que dor que senti quando levantei a primeira vez!!! Mas as enfermeiras que me ajudaram foram uns amores, super pacientes, me ajudaram a levantar, me deram banho e me vestiram.

Depois do banho, eu jantei e recebemos a visita dos tios Marcello e Marcus. Depois todos foram embora, e eu e o papai enfrentamos a primeira noite com a nossa princesa.

Noite essa que não foi nada fácil! A Maria Luísa só ficava bem no meu colo e mamando, era só tirar do peito e colocá-la no berço que ela chorava muito! Aliás, era um coro de bebês chorando naquela maternidade! kkkkk

Por volta das 4 h da madrugada, não aguentei mais de cansaço e a coloquei do meu lado na cama. Ela dormiu e pudemos descansar um pouco! Dormimos até às 7 h, quando entrou uma enfermeira com remédios para mim no quarto.

O segundo dia foi muito tranquilo, as dores iam diminuindo para levantar, eu e o papai já estávamos mais treinados com as trocas de fraldas! Recebemos a visita dos dindos e da Tia Juçara. A Dra. Andreia também veio me ver e já me deu alta. Foi aí que ela me falou que eu não teria tido parto normal de jeito nenhum. A Dona Maria Luísa estava com a cabeça inclinada e o corpo todo retorcido. Por isso fizeram tanta força para conseguir tirá-la!

Mamando no segundo dia

No terceiro dia, o pediatra passou no quarto, examinou a pequena e deu alta! Fomos então para casa!

Prontas para ir para casa

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Voltando no tempo... A espera da Malu

Bom, como pretendo deixar um registro das minhas experiências como mãe nesse blog, acho que preciso voltar ao começo dessa história e contar como foi a espera da Malu...
A Malu foi planejada, muito desejada e a notícia de que ela estava a caminho veio em 11/09/2010 através de um teste de farmácia... (Nunca vou esquecer a emoção de ver aquelas duas listrinhas!!!)
No início o papai ficou meio desconfiado da eficácia desse teste, mas um exame de laboratório confirmou que ela estava mesmo a caminho.
As primeiras semanas foram de pura expectativa, eu não sentia nenhum sintoma de gravidez e cheguei até a procurar uma médica por que eu não me sentia grávida!
Mas ao fazer o primeiro ultrassom com quase 7 semanas e ouvir esse som ai, tudo mudou e eu passei a me sentir a grávida mais feliz do mundo!

video

Entrando na 12ª semana de gestação começaram os enjôos que foram fortes até a 16ª semana! Ai, como eu sofri... rsrsrs Mas tirando esse incômodo, a gestação transcorreu super bem, o pré-natal foi feito direitinho, com visitas mensais à Dra. Andreia e exames de imagem e laboratório.
Com 12 semanas (no ultrassom da TN que, graças a Deus, deu normal) tivemos a notícia de que estávamos esperando uma menina (com 80% de chance), depois com 14 semanas confirmamos que era mesmo uma menina e o nosso mundo ficou cor-de-rosa!

Primeiras roupinhas de menina compradas no mesmo dia do ultrassom

Escolhemos o nome Maria Luísa... Maria = rainha, soberana e Luísa = guerreira (Olha só o que deu!!!) kkkk
A barriga foi crescendo, crescendo...




Começamos a montar o enxoval e preparar o quartinho.
Em março de 2011 fizemos o chá de bebê...



E depois do período que eu digo que foi o mais feliz da minha vida, em que eu curti cada momento, cada preparativo, cada movimento na barriga, ela chegou... No dia 09 de maio de 2011, de parto cesariana, na Clínica Santa Helena em Florianópolis/SC, pesando 3.475 gr e medindo 48 cm, cheia de saúde... Mas isso é assunto do próximo post...



terça-feira, 9 de abril de 2013

O porquê do blog...

A muito tempo eu alimento o sonho de criar um blog... Desde a descoberta da gravidez da Maria Luísa. Naquela época cheguei até a iniciar um, mas por falta de conhecimento técnico e tempo, acabei abandonando.
Agora resolvi retomar esse projeto e espero conseguir dar andamento.
Eu sei que tenho uma grande participação no mundo virtual, através dos grupos de mães do facebook (que eu amooooo!) e do fórum do Baby Center, mas nesses locais tudo o que eu posto pode se perder com o tempo e no blog não, vai ficar aqui guardadinho para a Maria Luísa ler quando crescer.
Nesse espaço pretendo deixar registradas as emoções que maternidade me proporcionou, os desafios enfrentados com a alergia à proteína do leite da Malu, o seu desenvolvimento, as receitas sem leite que deram certo e por ai vai...