segunda-feira, 10 de abril de 2017

Ovos de páscoa sem leite (2017)

Mais uma páscoa chegando... e eu vim atualizar a lista de opções para alérgicos à proteína do leite!

Para encomendas (consulte possibilidade de envio para outras localidades):

* Com relação ao ovo de páscoa Zero Lactose da Cacau Show, que foi opção para os alérgicos à proteína do leite, pois não continha leite na composição, este ano passou a conter leite sem lactose na composição. Lembrando que leite sem lactose não pode ser consumido por alérgicos a leite. Portanto, nenhum produto com leite sem lactose adicionado é apropriado para quem tem alergia a proteína do leite.


* Este post não é patrocinado.
** Verifique atentamente os rótulos e em caso de dúvidas,entre em contato com o SAC.

quarta-feira, 29 de março de 2017

1º Minicurso de culinária inclusiva do Menu Bacana

Atenção! Não percam a oportunidade de participar do Minicurso que a Carla Maia do Blog Menu Bacana está preparando.
São delícias sem leite, sem glutén, sem ovos e sem soja. 100% on line e gratuito.
Acesse o link e garanta a sua vaga: http://minicurso.menubacana.com/

Eu já fiz a minha inscrição!

Inclusão da criança alérgica na escola

Quem tem um filho com alguma restrição alimentar sabe bem o desafio que é a inclusão social. 
E um dos locais onde mais acontecem problemas de exclusão de crianças alérgicas é justamente aquele que deveria propiciar um ambiente acolhedor: a escola! 

A Lei Federal 12.982 de 28 de maio de 2014 estabelece que "para os alunos que necessitem de atenção nutricional individualizada em virtude de estado ou de condição de saúde específica, será elaborado cardápio especial com base em recomendações médicas e nutricionais, avaliação nutricional e demandas nutricionais diferenciadas, conforme regulamento". 

Mas na prática, muitas famílias enfrentam dificuldades em encontrar uma escola que aceite a criança alérgica e outras até aceitam a criança, mas a excluem nas atividades ou datas comemorativas. 

Por isso, mesmo com a Malu não sendo mais alérgica, fiquei encantada com a escola que aparece nesta matéria do Programa Bem Estar exibida em 16/03/2071. Ela monstra que o caminho da inclusão escolar da criança com restrição alimentar é a parceria entre a escola e a família, a busca de informações e a adaptação. Por um mundo com mais escolas como esta!

segunda-feira, 27 de março de 2017

As primeiras receitas do blog

Estas foram as primeiras receitas que postei no blog, numa época em que eu postava as receitas separadas por tipo ao invés de postar na página principal (por falta de experiência mesmo).
Quando eu criei o Índice de receitas, me dei conta de que elas seriam excluídas, por isso resolvi mantê-las neste post.
São receitinhas simples, mas que marcam a minha entrada neste mundo sem leite!
Espero que vocês aproveitem!


Bolinho de fubá com goiabada
01 ovo
1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de fubá
1/2 xícara de açúcar
1/4 xícara de óleo
1/2 xícara de leite de coco dissolvido em um pouco de água
01 colher de chá de fermento bem cheia
Pedaços de goiabada

Bater os ovos, o açúcar, o óleo e o leite de coco no liquidificador, depois misturar com a farinha de trigo, o fubá e o fermento. Colocar em forminhas de cupcake e colocar um pedacinho de goiaba passada no amido de milho. Afundar um pouco a goiabada com o dedo. Assar em forno pré-aquecido, em temperatura média por cerca de 15/20 minutos ou até que espetando um palito esse saia seco.
Rende 12 bolinhos.


Bolinho de Cenoura com cobertura de chocolate
01 ovo
01 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar
01 cenoura pequena
1/4 xícara de óleo
01 colher de chá de fermento bem cheia

Bater os ovos, o açúcar, o óleo e a cenoura picada no liquidificador, depois misturar com a farinha de trigo e o fermento. Se a massa ficar muito dura, acrescentar um pouquinho de água morna. Assar em forno pré-aquecido, em temperatura média por cerca de 15/20 minutos ou até que espetando um palito esse saia seco.
Rende 12 bolinhos.

Cobertura:
1 caixinha de leite de coco
2 colheres de sopa de açúcar (se preferir mais doce pode colocar 3)
1 colher de sopa de chocolate em pó
1 colher de sopa de margarina sem leite
4 a 6 quadradinhos de chocolate meio-amargo sem leite. Se usar 6 quadradinhos vai ficar com um sabor mais forte de chocolate meio-amargo.
1 colher rasa de sopa de mel (eu esqueci de usar)

Colocar todos os ingredientes numa panela e levar ao fogo mexendo até o chocolate derreter e ficar em ponto de brigadeiro mole. Despejar sobre os bolinhos.
* Esta cobertura também pode ser usada como brigadeiro de copinho.


Bolinhos de Laranja com Cenoura
01 ovo
01 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar
Suco de 01 laranja (cerca de 1/2 xícara)
01 cenoura pequena
1/4 xícara de óleo
01 colher de chá de fermento bem cheia

Bater os ovos, o açúcar, o óleo, a cenoura picada e o suco no liquidificador, depois misturar com a farinha de trigo e o fermento. Assar em forno pré-aquecido, em temperatura média por cerca de 15/20 minutos ou até que espetando um palito esse saia seco.
Rende 12 bolinhos.

Se quiser, pode fazer uma caldinha de laranja para colocar por cima. Fica uma delícia! É só espremer o suco de 1 laranja e ir colocando açúcar aos poucos até formar uma calda espessa e depois colocar por cima do bolo.


Bolo de chocolate "Nega Maluca"
03 ovos
02 xícaras de trigo
01 xícara de açúcar
01 xícara de água morna
3 colheres de chocolate em pó sem leite
1/2 xícara de óleo
01 colher de sopa de fermento

Bater os ovos, o açúcar, o óleo, o chocolate em pó e a água no liquidificador, depois misturar com a farinha de trigo e o fermento. Assar em forno pré-aquecido, em temperatura média por cerca de 20/30 minutos.

Cobertura 1: Fazer a receita do brigadeiro de leite de côco, mas não deixar ficar em ponto de enrolar.

Cobertura 2: Essa é a que eu mais gosto!
1 caixinha (200 ml) de leite de coco
3 colheres de açúcar
3 colheres de chocolate em pó 
1 colher de amido de milho

Essa cobertura adaptei dessa receita do blog Diário de Receitas sem Lactose.

Cobertura 3: Super simples, mas bem gostosa!
1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de chocolate em pó
3 colheres de sopa de margarina sem leite
6 colheres de água

Misturar todos os ingredientes e levar ao fogo baixo mexendo até engrossar.
Bolo de chocolate com a cobertura 3

Bolo de Maça da Mamãe Fernanda

2 maças
3 ovos
2 xícara de açúcar
½ xícara de óleo
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento


No liquidificador bater as cascas das maçãs, os ovos, o açúcar e o óleo. Se preferir pode coar para tirar os pedacinhos de maça. Depois misturar com a farinha de trigo, o fermento e as maças picadas em cubinhos. Assar em forno pré-aquecido por 40 minutos.


Pãezinhos recheados
600 g de farinha de trigo (cerca de 5 xícaras)
1 envelope de fermento instantâneo
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
1 ovo
1 1/2 xícara (chá) de água morna
1 gema para pincelar
Orégano para polvilhar

Recheio: Pode usar o recheio que desejar, eu usei peito de peru picado e mandiokejo. Só acho que essa massa não serve para recheios doces, porque fica mais salgadinha.

Em um recipiente coloque a farinha de trigo, o sal e misture, depois acrescente o fermento instantâneo e os demais ingredientes. Misture com a mão e adicione mais farinha, se necessário. Sove até formar uma massa macia. Deixe crescer, coberto com um pano, de preferência num local fechado como o forno, até dobrar de volume.
Divida a massa em bolinha, abra com um rolo, recheie, feche e coloque em uma assadeira untada e enfarinhada.
Pincele com a gema e salpique orégano sobre a massa.
Leve ao forno pré aquecido por aproximadamente 30 minutos ou até dourar.

Porque NÃO terei outro filho!

Há alguns dias me deparei com um texto, como muitos que já vi na internet, cuja mãe se diz louca para ter outro filho. Não tenho nada contra quem tem dois, três ou mais filhos (ok, no fundo acho que são loucas!), mas parece que mães de filhos únicos são consideradas criaturas egoístas e crianças sem irmãos são solitárias e fadadas à infelicidade.
Por isso resolvi escrever a minha versão. Porque NÃO terei outro filho!
Eu tive uma gestação maravilhosa! Planejada, curtida em cada detalhe...
Tive um parto tranquilo, uma ótima recuperação...
A minha filha nasceu cheia de saúde, não tive nenhum problema para amamentar...
Não tenho ideia do que seja depressão pós-parto...
A minha filha foi um bebê super calmo e o primeiro ano não deixou nenhum trauma que me impeça de pensar em mais filhos.
Mas...
Eu sei bem quanto custa ter um filho, pagar uma boa escola, manter um plano de saúde, vestir, calçar e ainda poder dar algum lazer para ela! Todo o meu esforço é para dar para a minha filha tudo o que ela precisar.
Sei também o quanto é difícil dar conta de filho, casa, comida, trabalho, tendo apenas o pai para dividir toda a responsabilidade.
A minha filha pode não saber o que é o amor de um irmão. Mas sabe o que é o amor incondicional de mãe e pai, e também o amor de padrinhos, de tios e tias, de primos e primas, de avô e de amigos.
A minha filha não brinca sozinha o tempo todo em seu quarto! Ela brinca sozinha, sim, às vezes, e isso é ótimo para ela saber que não depende de ninguém para se divertir. Mas ela tem pais que brincam com ela!
Eu não tenho nenhum receio de ir embora desta vida e deixar minha filha sozinha, porque sei que ela crescerá e terá a sua própria família e ainda muitos amigos.
A minha casa já é cheia de amor, de alegrias e de gargalhadas porque nela habita uma criança que é muito amada!
Se essa vida só faz sentindo quando plantamos coisas boas, a minha ganhou um novo sentido desde que a minha filha nasceu! Ela é o meu melhor!
O melhor que eu posso fazer pela minha filha não é dar-lhe irmãos, mas é prepará-la para enfrentar este mundo com muito amor.