quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Neuras e frustrações de mãe de alérgico!

Uma das minhas grandes preocupações, como mãe de uma criança alérgica, é quanto aos alimentos oferecidos para a Malu fora de casa. Eu "rezo" para que não ofereçam comida para ela! 

Isso porque uma simples gentileza acaba virando quase sempre uma situação constrangedora... Eu e o papai temos sempre que negar aquela bala que a caixa do supermercado oferece, o pirulito que o dono da casa de carnes quer dar, o chocolate no restaurante... Não temos como saber do que são feitos e a chance de conterem leite é muito grande! E acabamos com fama de chatos, porque nem sempre explicamos que ela não pode comer porque tem alergia à proteína do leite e blá, blá, blá.... recusamos, agradecemos e pronto! 

Pior é quando ela vê outra criança comendo alguma coisa e a mãe da criança, educadamente, pede ao filho que divida com ela.  Nós temos que intervir, recusar e oferecer o que ela pode comer. Eu sempre carrego o seu kit com bolachinhas e, nas saídas mais longas, sucos, iogurte, bolo, etc. Mas nem sempre ela quer comer as coisas dela...Sabem como é, "o dos outros é sempre melhor!"

No último domingo, fomos na casa de uns amigos e eu levei iogurte, cookies e bolinhos de cenoura que a Malu pode comer. Até aí tudo bem, a Malu e as amiguinhas comeram bolo de cenoura na hora do lanche e ela fica toda feliz quando come a mesma coisa que as outras crianças. Quando uma das crianças pediu o seu "mamá", a Malu tomou o seu iogurte... Mas depois outra criança pediu café com leite para sua mamãe e a Dona Malu inventou que também queria... Isso que ela nunca tomou café com leite, sempre detestou o seu leite de soja, mas só porque viu a amiguinha tomando, também queria... Não adiantou eu explicar que ela não podia tomar, ela chorou, chorou e veio para o meu colo toda sentida e para mim só restou a frustração de não conseguir atender ao pedido da minha filha...

Eu sei que, por mais que eu me esforce, não vou conseguir satisfazer todos os seus pedidos e nem devo! O "não" faz parte da vida e um dia ela vai entender... Mas mesmo assim, o meu coração de mãe sente...

O jeito é torcer para que um dia ela fique livre dessa alergia ou, se isso não acontecer, que aprenda a conviver com as suas restrições.


6 comentários:

  1. Realmente amiga, é difícil né. Torço para que ele fique curado.

    ResponderExcluir
  2. Situação complicada, ainda mais pra nós mães mas é para o bem dela e acredito que de vagar ela vai entendendo melhor.
    Mas o melhor mesmo seria não ter que estar nessa situação neh??

    Olá, me chamo Carla sou de Nova Friburgo/RJ, mãe de uma menina e um menino. Tenho um blog pessoal ande abordo assuntos do cotidiano materno, feminino e infantil. Venho por meio desde lhes propor uma parceria, estando a disposição para negocia-la da melhor maneira para ambas as partes. O blog tem crescido a cada dia e acredito que ele possa ser uma opção de divulgação de sua marca e/ou produtos. Caso se interessem ficarei no aguardo de uma resposta agradecendo desde já.
    Um abraço!

    Carlah Ventura
    BLOG:Intensa Vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Carlah
      Obrigada pela visita e comentário.
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Luciana,
    Tudo bem?
    Vi que você como meu blog "Cia Materna" na sua lista de blog's. Gostaria de te agradecer e dizer que fiquei muito feliz!
    Gostei muito do seu post: "Neuras e frustrações de mãe de alérgico"!
    Gostaria de te pedir autorização para publicá-lo no meu blog. Tenho um espaço Ninho/ história de mãe, gostaria de postar lá. Dou os créditos di seu blog.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito do Cia Materna e por isso acompanho e recomendo!
    Pode publicar o meu post, sim! Fico muito feliz!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!