terça-feira, 8 de julho de 2014

Festa Junina na escola

Quase esqueço de contar como foi a festa junina da Malu na escola...
 
Ela estava tão ansiosa com essa festa! Vinha cantando as músicas e mostrando a coreografia que estava ensaiando a uns 15 dias.
 
Como o vestido que ela usou nas duas festas juninas anteriores não serve mais, saí em buscar de um para comprar. Quase caí dura quando vi os preços... tem lojista com coragem de cobrar R$ 140,00 por um vestidinho horroroso! Surreal! Ainda bem que encontramos um por menos de R$ 40,00 nas Lojas Americanas.


Antes

Mas achei ele meio sem graça e resolvi enfeitar um pouco mais. Não ficou bem do jeito que eu queria (eu devia ter escolhido uma fita mais alegre), mas ficou bonitinho, né?
 
Depois
 
Mas a minha jequinha ficou linda demais!
 
Jeca "Rosilda"

Fiz maças do amor para ela levar, conforme a escola me pediu, com a mesma receita da festinha de aniversário dela.

Maças secando

 
Prontas para levar para a escola

Como sempre faço, alguns dias antes da festa estive na escola questionando sobre o que mais seria servido na ocasião e me responderam que não haveria nada que a Malu não pudesse comer. Que iria ter pipoca, pinhão, cachorro-quente com o pão que ela sempre come, etc. e eu achei que não era necessário fazer o "kit festa" dela.
 
Mas quando cheguei na escola, me deparei com essa mesa... Linda, mas repleta de coisas feitas com leite, como bolo de milho, pão de queijo, canjica e outras que eu nem tinha como saber a composição, pois foram tiradas da embalagem.
 
Mesa das comidas
 
Tentando disfarçar o meu pânico, fui atrás da professora para saber o que a Malu tinha comido, pois a festa tinha começado mais cedo e apenas no final da tarde foi aberta aos pais. Ela me respondeu que a Malu tinha comido pipoca, paçoca (que eu mandei mesmo sem terem pedido) e milho cozido. E ainda que pediu bolo de milho, mas que não deram por não saber se continha leite ou não, já que foi feito por outra mãe.
 
Fiquei mais aliviada em saber que ao menos tiveram o cuidado de não deixar ela comer algo que não podia, mas não menos frustrada...

Chegou a hora da apresentação da turma da Malu e eu fiquei muito orgulhosa da sua desenvoltura. Mesmo tendo só 3 aninhos, dançou a coreografia tão direitinho. Coisa mais linda da mamãe!

Dançando com a turminha e a professora Marcia

Balançando a saia
 
Depois da apresentação, ela brincou um pouco, comeu pipoca e paçoca. Mas acabamos saindo da festa cedo, pois cada vez que ela chegava perto da mesa e me perguntava o que poderia comer, eu ficava angustiada em ter que responder que ela podia comer só pipoca.  
 
Saí da festa me sentindo culpada por não ter feito um kit com bolo e doces de marcas confiáveis para que ela pudesse comer à vontade, mas aprendi a lição, da próxima vez, vai ter "kit festa junina"!
 
Mas não posso deixar de agradecer Deus por ter uma filha tão linda e inteligente! E também por ela não se sentir excluída por conta da sua restrição alimentar. Apesar de não poder comer tudo o que tinha na festa, ela estava muito feliz! 

4 comentários:

  1. Ela ficou linda!!! Está cada dia mais fofa... uma mocinha!
    O Kaleb, pra variar, não teve festa na escola... queria mto ver ele dançando quadrilha também.
    Eles nos enchem de orgulho né?!!
    Quanto as comidinhas, é uma situação difícil viu?! Se a escola tinha dito que não haveria nada que ela não poderia comer, deviam ter cumprido o que disseram e avisado as outras mães para não levar né? Não custava nada!!! :( Não curti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Ela está muito mocinha mesmo! Tem horas que olho e pergunto "cadê a minha bebê"?
      Pois é, a escola poderia ter pedido para não fazerem coisas com leite, mas eu aprendi a lição, da próxima vez, mando as coisinhas dela.
      Obrigada pela visita e carinho de sempre!
      Beijos!

      Excluir
  2. amei a Malu de caipirinha!!!
    Ai Lu como se sentir culpada se você recebeu a confirmação da escola que não teria nada que ela não pudesse comer neh?! A escola não segue critérios mesmo, só imagino sua frustração!
    Fui numa festa no meu prédio, e uma mãe ia levara a filha com alergia tb, e perguntou se precisava levar alguma coisa, a mãe que fez a festa disse que teria opções para a pequena dela, chegando lá... nada... muito chato isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Cláudia, eu sempre me culpo... porque, com a minha experiência, não deveria ter confiado na informação da escola! Imagino que a mãe da criança alérgica teve o mesmo sentimento.
      Obrigada e beijos!

      Excluir

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!