sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Papai Noel existe!

O Natal está chegando! E para mim, não existe Natal sem Papai Noel. Ele está em todos os lugares, na decoração das casas, no comércio, na TV...

Eu sempre gostei do Natal, de enfeitar a casa, comprar presentes e fazer a ceia, e agora, vendo o encantamento da minha filha por tudo o que envolve o Natal, estou curtindo muito mais. Esse é o terceiro Natal da Malu, mas é o primeiro que ela está entendendo melhor as coisas e está participando de tudo.

Li alguns comentários contra o Papai Noel por questões religiosas, mas, na minha opinião, acreditar no Papai Noel não impede a criança de entender, quando chegar a hora certa, que a figura que importa mesmo no Natal é Jesus Cristo. O Papai Noel faz parte da infância.

Ah! E antes que você me pergunte, o que eu penso do consumismo da data? Eu sei que ele existe, mas não me deixo levar por essa visão negativa das coisas. Detesto quando alguém me fala que o Natal foi criado pelo comércio para vender mais! Para mim, o Natal é uma época de confraternização e celebração. Os presentes são uma forma de demonstrar carinho por aqueles que são importantes para nós.

A história do Papai Noel

“Noel” vem de “Noël”, que significa “Natal” em francês. Em Portugal, o Papai Noel é chamado de "Pai Natal".
De acordo com os historiadores e folcloristas, o “verdadeiro” Papai Noel foi uma pessoa de carne e osso, mais precisamente São Nicolau Taumaturgo (foto abaixo), um arcebispo turco do século 4. Ele costumava ajudar pessoas pobres da cidade de Mira, colocando moedas de ouro nas chaminés de suas casas durante a época de Natal. Mais tarde, diversos milagres foram atribuídos a São Nicolau fazendo-o por se tornar santo. Sua imagem como símbolo natalino teve origem na Alemanha, e de lá se espalhou para mundo inteiro.


Enquanto São Nicolau era originalmente retratado com trajes de bispo, atualmente Papai Noel é geralmente retratado como um homem rechonchudo, alegre e de barba branca trajando um casaco vermelho com gola e punho de manga brancos, calças vermelhas de bainha branca, e cinto e botas de couro preto. Essa imagem se tornou popular nos Estados Unidos e Canadá somente no século 19 devido à influência da Coca-Cola, que na época lançou um comercial do bom velhinho com as vestes vermelhas. E essa tem sido a imagem dele até os dias de hoje, eternizando-se.



Conforme a lenda, Papai Noel mora no Polo Norte, numa terra de neve eterna. Na versão americana, ele mora em sua casa no Polo Norte, enquanto na versão europeia frequentemente se diz que ele reside nas montanhas de Korvatunturi, na Lapônia, Finlândia. Papai Noel vive com sua esposa, Mamãe Noel, incontáveis elfos mágicos e oito ou nove renas voadoras.


A Malu assistiu a chegada do Papai Noel no Floripa Shopping alguns dias atrás, mas não chegou perto dele porque a fila estava imensa. Desde então, ela não parou mais de falar nele, quer assistir desenhos de Natal e vibra cada vez que ele aparece num comercial de TV ou num outdoor.

Ontem a levamos no Shopping Beira Mar que, na minha opinião, está com a decoração mais linda e ainda tem o Parque de Natal com brinquedos para as crianças. Vale a pena levar os pequenos lá.

Apesar de tímida, ela entregou a cartinha que fez com a ajuda do papai e aceitou tirar uma foto no colo da mamãe.




Depois se divertiu muito nos brinquedos do Parque de Natal.

No carrinho
Carrocel
Xícaras giratórias

6 comentários:

  1. Que linda, tb amo esta data e Papai Noel tb! E Antonio está aprendendo amar, não chegar sozinho perto dele tb, só comigo mas ama olhar decoração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tani
      Eu acho que ano que vem eles já vão querer tirar fotos com o Papai Noel!
      Beijos!

      Excluir
  2. eu já curti muito mais o natal do que hoje em dia mas acho lindo ver as pessoas nesse clima
    a única coisa que me entristece é o consumismo e aquelas campanhas que só aparecem nessa época;
    Bjs Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Carlah! As pessoas deveriam lembrar dos mais necessitados o ano todo, mas eu penso que já é alguma coisa.
      Beijos e obrigada pela visita e comentário!

      Excluir
  3. Faz parte do imaginário da criança neh?!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!