terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Panetone e Chocotone... Não ficaram perfeitos, mas a receita é boa!

Eu amo panetone! Até gosto de chocotone, mas a minha paixão mesmo é o panetone tradicional, aqueles com frutas cristalizadas! 

E todo ano, quando chegava a época do Natal, eu me deliciava com grandes fatias de panetone no café da manhã ou lanche da tarde (eu sei que é bastante calórico, mas confesso que comia quase um panetone inteiro sozinha!!!). 

Aí veio a alergia da Malu e, mesmo sendo um alimento que ela não comia, surgiu a vontade de fazer panetone em casa, uma vez que os panetones do mercado, geralmente, possuem leite em pó. 

No final de 2013, eu comecei a pesquisar receitas, comprei as formas próprias para panetone e a essência, mas acabei não tendo tempo de fazer. Acho que nem comi panetone naquele natal.

Já no final do ano passado, veio a notícia da cura da alergia à proteína do leite da Malu, mas, quase ao mesmo tempo, a descoberta da minha intolerância à lactose! Aumentando ainda mais a minha vontade de fazer panetone sem leite em casa.

Escolhi a receita do Blog Diário de Receitas sem Lactose e pus a mão na massa...



Esponja

1/2 xícara de chá de água morna
1/2 xícara de chá de farinha de trigo
2 tabletes de fermento biológico fresco (ou 30 gr de fermento seco - foi o que eu usei)



Massa

1/2 xícara de chá de leite vegetal morno (usei de coco)
4 gemas
3/4 xícara de açúcar
1 pitada de sal
100 gramas de creme vegetal
1 colher de sobremesa de essência de panetone
500 gramas de farinha de trigo 



Recheio

Para o panetone: frutas cristalizadas (pode usar também uvas passas, cerejas, nozes, castanhas do pará, etc.)
Para o chocotone: chocolate meio amargo picado

1. Primeiro faça a esponja: misture a água, a farinha e o fermento em uma tigela. Deixe em local abafado até crescer e espumar (aprox. 30 min).
2. Misture na esponja o creme vegetal, o açúcar, as gemas, o sal, a essência e o leite vegetal morno. Acrescente a farinha aos poucos e misture até obter uma massa homogênea. Não precisa sovar, apenas misture. A massa não vai chegar a desgrudar das mãos, mas ficará lisa e macia, se estiver muito grudenta, acrescente um pouco mais de farinha (mas não coloque demais para não deixar a massa dura). Para facilitar o manuseio, trabalhe com a superfície da massa enfarinhada (como mostra a primeira foto). Deixe dobrar de volume em local abafado por aproximadamente 1 hora.
3. Divida a massa em duas partes. Abra as partes o máximo possível, distribua em uma delas as frutas cristalizadas e na outra o chocolate. Enrole as massas como se fosse um rocambole e coloque em formas para panetone. Deixe dobrar de volume em local abafado.
4. Faça um X com o auxílio de uma faca no topo dos panetones e leve-os para assar em forno pré-aquecido a 200 graus por 40 minutos.


Mas... 

Na primeira tentativa, eu fiz a receita com a Malu em volta de mim (ela sempre quer um pedaço de massa para brincar) e acabei esquecendo de deixar dobrar de volume antes de assar (passo 3) e eles não cresceram... 

Passados mais alguns dias, repeti a receita... e... novamente, não saiu como eu queria. 

Primeiro, não calculei muito bem o tempo que ia precisar para fazer a massa e, quando estava quase na hora de colocá-los no forno, precisei sair para um compromisso já agendado. Deixei-os crescendo dentro do micro-ondas por cerca de 2 horas ou mais. 

Quando cheguei em casa, eles estavam bem crescidos, mas graças a Deus, não derramaram. Mas, na pressa peguei sem cuidado e acabei amassando um deles. 

Mas coloquei para assar mesmo assim... e cerca de 15 minutos depois comecei a sentir cheiro de queimado! Quando abri o forno levei um susto.... Meu forno é elétrico e muito baixo, com dourador na parte de cima que estava queimando a massa e a forma de papel. Baixei a grade e deixei assar pelo restante do tempo. 

Para não jogar tudo fora novamente, retirei a parte queimada com uma faca e fiz as coberturas.

Para o panetone, misturei 1 xícara de açúcar de confeiteiro com algumas gotas de limão. Vá adicionado as gotas aos poucos e misturando até ficar no ponto desejado. Cuidado uma gotinha a mais pode deixar a calma muito líquida (como a minha). Despejei sobre o panetone e coloquei algumas uvas-passas. 

Para o chocotone, derreti um pouco de chocolate meio amargo no micro-ondas e coloquei cerca de 30 ml de leite de coco (confesso que não prestei muita atenção nas quantidades, porque fiquei bem desanimada com o fato de terem queimado) e cobri. 

Na receita original, a Monalisa dá mais dicas para decorar e os dela ficaram lindos. Dá uma olhadinha lá. 

O resultado final foi esse:



Se ficaram bonitos? Claro que não! Mas ficaram gostosos! A receita é boa, eu apenas tive alguns imprevistos que espero que não aconteçam com você. 

Para ajudar, vou deixar algumas dicas que aprendi na prática: 
  • Leia atentamente toda a receita, faça com atenção para não pular passos importantes.
  • Calcule o tempo necessário para fazer toda a receita, não comece se tiver um compromisso marcado em seguida.
  • Fique atenta ao tamanho do seu forno, se for baixo ou pequeno, prefira fazer mini-panetones. 
  • Não desista nunca! Se não der certo da primeira vez, tente de novo!
Há quem diga que cozinhar depende de talento. Eu penso que não. Cozinhar nada mais é do que tentar. É queimar para acertar o ponto, é salgar para aprender a temperar, é tentar até acertar! E no final do ano eu testo de novo. Espero postar fotos mais bonitas aqui!

* Use sempre produtos da sua confiança e que você tenha informações sobre os alergênicos. Em caso de dúvidas, consulte o SAC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pelo seu comentário!
Eu respondo por aqui. Volte para dar uma olhadinha na resposta.
Se precisar de uma reposta mais urgente, mande um e-mail lucianawinck@hotmail.com
Beijos!